Visitinha arriscada

Visitinha arriscada

O que relatarei  á vcs agora é  verdadeiro, foi arriscado, porém delicioso.
Trabalho em um hospital  onde a mioira dos funcionários são mulheres, e só mulher bonita diga-se de passagem incluindo eu claro.


Sempre me cuidei, frequento acadmeia, o que contribui para eu ter um corpo atraente e bem defindo, me fazendo arrancar cantadas safadas por onde passo inclusive dos  funcionários ee fucionarias. E eu sabendo disso, fazia questão de provoca-los vestindo uma calcinha bem cavadinha por baixo da calça branca do uniforme de enfermeira que é de malha fina, valorizando o meu maravilhoso bumbum.
Oque aconteceu foi por acaso, no hospital onde trabalho havia um rapaz que trabalahava na manutenção , era um homem grande  que despertava minha curiosidade se ele era todo grande mesmo.
Era um funcionário dedicado e respeitador, possibilidades quase impossível de acontecer alguma coisa.
Mas percebia ele olhando meu bumbum quando passava perto, porém nossas conversas era sempre junto de outras pessoas e sempre   na descontração.


Uma certa manhã quando escolhiamos algum produto de uma das muitas vendedoras que sempre estavam vendendo algo, surgiu uma conversa sobre massagem. E eu falei que não sabia fazer, a conversa morreu por aí mesmo.


Mas tarde fui surpreendida cm uma mensagem dele me falando que conhecia uma massagem e  queria fazer em mim, em seguida o safado, para a minha surpresa me enviou um video com parte de uma massagem erótica. Fiquei curiosa quando ele falou que tinha o restante do video e pedi pra ele mandar. Fiquei com a buceta ensopada me levando  a molhar a calcinha, ao assistir o vídeo e imaginar aquele homem enorme me massageando e em seguida me fudendo gostoso, o que me levou a gozar gostoso numa siririca maravilhosa, coisa que eu nunca havia conseguindo, gozar me masturbado.
A partir dese dia passamos a ter conversas safadas, falando de desejos e fantasias, eu sempre ficando toda molhada e ele me falava que estava sempre com a rola latejando, o que confirmavamos trocando  nuds bem safados,  porém, não  marcamos nada pra chegar as vias de fato.
Até que uma bela tarde, período em que eu estava de férias do hospital, por volta das 14hs estávamos em uma dessas conversas safadas, ele estava de serviço no hospital e eu estava em casa sozinha, meu esposo havia saído para o trabalho, então cm  as conversas me deixando louoca de tesão, pedi pra ele vir até minha casa. O hospital fica a três quadras do meu apartamento, de moto é rápido, então ele respondeu que iria rapidinho só dá umas linguadas no meu rabo, o que me deixou mais louca de tesão, pedi pra ele vir rápido que estava louca de desejo.
O safado  mesmo cm medo  veio. Fui recebe-lo no portão só de toalha, chegou todo nervoso, pedi para ele entrar e segui na sua frente rebolando meu rabo,fomos direto para o quarto, onde ele puxou minha toalha me empurrou na cama,onde ja cai de quatro, oferecendo meu rabo e minha xana para aquele tarado cm uma lingua maravilhosa explorar cada parte do meu rabo e da minha xana que  estava derretendo de desejo, ficamos uns 10 minutos nessa posição e eu em êxtase, acompanhando aquela língua maravilhosa cm uma siririca igualmente deliciosa.
Após esse tempo, continuei na mesma posição de quatro e bem arreganhada, o safado  tirou seu pau duro como uma rocha e enfiou com força na minha xana toda melada, fazendo eu urrar de prazer como uma vadia no cil.
Em quanto eu sentia aquela rola bombando a minha buceta molhada, eu rebolava meu rabo deixando ele louco. O safado dava estocadas fortes e depois tirava a quela rola deliciosa e esfregava e batia na entrada do meu cuzinho perguntando se eu queria   sentir, claro que dizia que  não, não estava preparada, mas era uma delícia sentir ele batendo aquela rola no meu cuzinho.
Me comeu forte  na posição de quatro com palmadas  gostosa no meu bumbum e finalizou dando uma estocada forte e uma palmada forte Me fazendo  gemer alto e falou, ” tá  bom sua puta safada”. Eu rapidamente me ajoelhei na cama  agarrei   aquela rola e mamei deliciosamente, não poderia perder aquela oportunidade. Chupei por uns 5 minutinhos e então  ele se vestiu e saiu voltando para o trabalho como se nada tivesse acontecido.
Eu fiquei acariciando minha buceta melada na cama, 5 minutos depois meu esposo ligou pedindo pra eu levar a chave que ele havia esquecido. Que perigo.