O dia que deixei um tarado aproveitar meus pés

O dia que deixei um tarado aproveitar meus pés

Estava eu indo pra casa andando de madrugada sozinho quando do nada pareceu um carro preto na mesma hora meu coração parou e ja fiquei pensando pronto é agora que vou ser assaltado e morto então abaixou o vidro do carro abaixou um cara falou qual era meu preço eu sem entende perguntei que preço e ele falou o preço pra comer voce eu fiquei tipo achando que era piada então chutei um numero 400 reais na mesma hora ele tira um bolinho de dinheiro da carteira e eu fico opa pera ai amigo 400 reais são os meus pés ele pensou um pouco e falou ta bem quero eles entra ai ai entrei no carro ele me deu o dinheiro e fomos ele começou a entrar em umas ruas desertas com estrada de terra ele tinha um cara de doido e eu ja imaginando a grande besteira que tinha feito certeza que este cara vai comer meu cu me matar e me cortar em pedacinhos.

Então chegamos no local do meu abate um lugar escuro cheio de mato ele acendeu a luz de dentro do carro ja pediu pra eu tirar os tenis e as meias e assim eu fiz quando ele viu meus pés ele enlouqueceu os segurando e os puxando para seu colo na hora pensei é agora vou ser morto e ele falou nossa seus pés são tão perfeitos estes dedinhos e tem as solas macias eu não esperava que um homem poderia ter pés lindos assim então eu agradeci e logo ele começou a massa gear meus pés e eu tive que admitir ele era um bom massagista aquelas mãos fizeram um milagre nas minhas solas e não demorou muito pra eu ficar de pau enquanto ele massageava meus pés logo depois ele os colocou em sua boca primeiro meus dedos ele os mordia levemente mas no final apertava só para fazer meus dedinhos estralarem dentro da boca dele e era uma sensação bem gostoso.

Ele chupava meu dedão como um doce e lambia minhas solas macias as mordendo no final então logo ele tirou o pau pra fora e começou a foder meus pés como se não olvece amanha então ele apagou a luz de dentro do carro e então eu fechei os olhos e apenas comecei a sentir aquele pau pulssando em minhas solas e dedos quente como um forno cozinhando meus pés e seitia aquela boca varias vezes me morder as solas esra maravilhoso então eu falei pra ele nossa no começou eu jurei que vc ia me matar e ele falou eu não mataria um gostoso como vc ainda mais com estas duas delicias de pés mas tem algo que quero fazer vc me permite e eu ja entregue ao momento ea escuridão sedi ele tirou minha calça e minha cueca ele sentiu meu pau duro ergueu minhas pernas e colocou um dos meus pés em sua boca chupando meus dedos e logo ele me penetrou com aquele pau enorme e pulssante senti meu cu estourar mas sensação de dor e prazer meu pau ja começou a gozar na hora enquanto o pau dele adentrava meu cu impiedosa mante me arrombando todinho ao mesmo tempo que ele chupava meus pés logo fiquei sem força nas pernas então ele me virou de brusso dentro do carro no banco de tras e me arregaçou o cuzinho não só com o pau mas com os dedos tambem eu senti meu cu quase rasgar eu revirava os olhos a cada socada até que então ele finalmente gozou dentro do meu cu então logo depois ele voltou para os meus pés os chupando outra vez e ficamos assim a noite toda ele saboreando degustando de meus dedos como um canibal faminto e de vez enquanto me dando uma dedada no cu só para amolecer minhas pernas ficamos nisto grande parte da noite e foi assim que eu dei meus pés para um tarado

lex4