O AMIGO DE MEU MARIDO

O AMIGO DE MEU MARIDO

Há tempos esse amigo me assediava me comendo na cara dura e quando contava para meu marido ele falava que era coisa de minha cabeça sempre com o discurso que conhecia Osvaldo a anos e que confiava nele. Detestava quando ele ia em casa porque tirava toda minha privacidade porque gosto de ficar com pouca roupa em casa e as vezes nua o que agora não podia fazer porque o amigo chegava a babar ao me ver falando gracinhas e o que ia fazer comigo quando me pegasse. Sabendo que meu marido não ligava fui dando brecha porem sempre como quem não queria nada.

Numa tarde eles chegaram e como estava subindo pela parede porque noite anterior meu homem me deixou na mão assim que vi eles entrando na garagem tirei a roupa ficando só de fio dental que de tão apertado chegava a doer no cu realçando o volume de minha boceta e assim que abriu a porta corri para ele que me recebeu com um beijo de tirar o fôlego comigo agarrada nele prendendo minhas pernas em sua cintura o que fez o fiozinho enterrar mais. Me segurando no ar meu marido me virou de costas para seu amigo porem quando passou a mão em minha bunda dando para sentir seus dedos em minha boceta dei uma de pura empurrando meu marido e fingindo vergonha corri para o quarto pedindo desculpas brigando com meu marido pedindo que me avisasse quando viesse com alguém em casa.

Imaginando o que os dois conversava lembrando a cara de safado do amigo deitei nua pensando em tomar coragem e ir para eles sentindo a boceta melar imaginando o que poderia acontecer porque o primeiro passo tinha sido dado quando meu marido entrou vindo para cima de mim e me beijando arrancou o calção e entrou gostoso de uma só vez em minha boceta me fazendo gemer alto e beijando me fez gozar gostoso. Ainda tremula sentindo meus líquidos escorrerem em minha bunda meu homem me mandou ficar de quatro me fazendo delirar chupando minha boceta melada com nosso gozo e metendo novamente me deixou surpresa por seu cacete esta mais duro do que costuma ser e me matando em orgasmos avassaladores com cutucadas vigorosas em minha boceta me deixando louquinha de prazer. Delirava principalmente quando empurrava com força sua pica em mim segurando ela prensada em meu útero e numa dessas quase morri de susto e surpresa com meu marido me despertando mostrando o amigo parado nu ao meu lado com a pica que dava quase o dobro da do meu marido sendo bem mais grossa próximo a minha boca e quando ia reclamar meu marido segurou me pelos cabelos enrolando a mão neles me chamando de vagabunda meteu um tapa em minha bunda mandando me chupar comigo sem ação enquanto xingava meu marido tentando sair dele enquanto o amigo esfregava a pica em minha cara.

Chorava de raiva e prazer quando abocanhei o cacete com o amigo enfiando o máximo que pode em minha boca sem importar comigo engasgando e tencionando dar uma mordida mudei de ideia quando meu marido entrou mais em mim com sua pica parecendo maior indo tocar um lugar como que nunca tocado antes me fazendo ter o maior e melhor orgasmo de minha vida com os dois rindo me vendo chupando com gosto a pica do amigo. Tinha perdido a conta do quanto já tinha gozado quando meu marido veio para cima de mim me dando um prazer estranho ao beijar o amigo na boca que me largando trocou de lugar com meu marido que sentando a minha frente arregalou os olhos ao ver o amigo entrando devagarzinho em minha boceta só parando quando as bolas bateram em minha bunda não dando para segurar o escândalo tamanho que aquela pica me dava e enquanto metia de forma magica me deixando molinha de tanto prazer meu marido veio beijar minha boca para abafar meus gemidos.

Sentia uma dorzinha gostosa quando a glande batia no fundo de minha boceta porem o prazer que sentia era imensamente maior e numa gozada épica que intensificou quando o cacete do amigo inchou mais dentro de mim e arrancando de uma só vez tirou o preservativo deixando jatos espirrarem em minhas costas e bunda e enquanto caia molinha na cama meu homem abocanhou o cacete do amigo chupando com gosto deixando claro que não era a primeira vez reuni forças saindo dali deixando os dois se pegando na cama.

Depois desse acontecido não tenho mais sossego porque quando não estou na pica de meu homem tenho que dar para o amigo que sempre vem em casa principalmente quando meu marido não esta a pedido meu porque quero ele só para mim. Ultimamente estou desconfiada que meu marido pega a esposa do amigo também e não vejo a hora de encontrar os três juntos chegando a me molhar só em pensar no prazer que isso vai me dar. Um conto de uma bela mulher infiel brasileira…como tantas outras.

Enviado por : Meline Silva